01
Dez 10

Águia- símbolo da força,da majestade e da grandeza. Animal nacional do Estados Unidos da América e da Alemanha,também o símbolo de vários clubes e diversos países. Águias sempre foram admiradas pelo seu porte altivo e voo majestoso. Foi utilizada como símbolo pelas legiões romanas. Símbolo do cristianismo. Foi o símbolo da alma humana, e das artes.Também aparece em emblemas desportivos;

Mocho- simboliza uma vertente sombria, representa o Príncipe das Trevas (Satanás), uma vez que se diz que teme a luz, vivendo na escuridão.Tal como Satanás, o mocho é ainda encarado como um trapaceiro: Satanás engana a humanidade e o mocho engana outros animais. Na arte funerária,simbolizam normalmente sabedoria, vigilância, solidão contemplativa e percepção. Mocho é muitas vezes associado à bruxaria e à feitiçaria. É relacionado ao ocultismo. Na China e no Japão o Mocho é um espírito mau;

Coruja- Na mitologia é associada à filosofia e a sabedoria, por ser o símbolo da mitológica deusa grega Atenas. A coruja representa o olhar além das aparências externas,o olhar que vê por trás do véu que esconde a verdade,aquela que com a visão aguçada vê a escuridão. A coruja é vista por alguns índios americanos como a águia da noite e o seu principal símbolo no céu é a Lua. Para muitos povos a coruja significa mistério, inteligência, sabedoria e conhecimento. Os gregos consideravam a noite o momento propício para o pensamento filosófico. Pela sua característica de animal notívago(noturno),era vista pelos gregos como símbolo da busca pelo conhecimento. A coruja é escolhida como mascote dos escoteiros e dos cursos universitários de Filosofia, Pedagogia e Letras. A Coruja é um símbolo da maçonaria e outras sociedades secretas, pela sua inteligência e capacidade de ver coisas no escuro;

Cisne- O Cisne branco é um animal associado à pureza e à luz, enquanto que o cisne negro é o oculto e o misterioso. É ainda um animal que simboliza a fidelidade, origem da vida e dos seres humanos. Quando assume duas facetas, solar e a lunar, torna-se um ser mágico e misterioso. Os cisnes, enquanto casal, são um símbolo de fidelidade eterna, já que se unem para toda a vida e nunca substituem o companheiro morto. Canto dos cisnes é associado às juras de amor eterno e imortal. Também é o símbolo da elegância. Na mitologia clássica, era o animal consagrado ao deus Apolo, e também a Afrodite (Vênus) e a Leda;

Ave-do-Paraíso- As plumas são bastante importantes nas sociedades nativas da Nova Guiné como símbolo de estatuto social;

Pavão- O "animal de cem olhos", símbolo da visão de Deus pela alma. Não é só pela impressionante harmonia das suas formas e pela exuberância de suas cores que o pavão é constantemente associado à beleza e à perfeição. É também pelo comportamento altivo e majestoso. Na Índia, o pavão já foi considerado um animal sagrado. Quem matasse um seria condenado à morte. Na Grécia Antiga, o Pavão era um dos animais de Hera. Eles acreditavam que por essa ligação com a deusa Olímpica, o seu corpo não se corrompia após a morte. Tal crença foi adotada pelo cristianismo até a época de Santo Agostinho. Durante o Inverno, as penas do pavão caem para que nasçam outras novas, recuperando o seu esplendor na primavera. Por isso, esta ave tornou - se símbolo de renovação e mudanças favoráveis, da imortalidade e do renascimento. Na China o Pavão é sinal de fertilidade e prosperidade. Na tradição sufi (um ramo esotérico do islamismo), o pavão possui um importante papel iconográfico. Os sufis dizem que quando a luz se manifestou e o Self (o Eu Superior) viu a sua imagem refletida num espelho pela primeira vez, ele viu um pavão com a sua cauda aberta. Já a Teosofia considera o pavão como um “Emblema da inteligência de cem olhos" e, também, da Iniciação. É a ave da Sabedoria e do Conhecimento Oculto". Ainda hoje, as penas do Pavão são usadas como talismãs e proteção contra os maus espíritos;

Pelicano - Na Europa medieval, considerava-se o pelicano um animal especialmente cuidadoso com a cria, ao ponto de, não havendo com que o alimentar, ele dava - lhe o seu próprio sangue. O Pelicano tornou-se um símbolo da Paixão de Cristo e da Eucaristia.Ele compunha os bestiários como símbolo da auto-imolação além de ter sido utilizado na Heráldica (um pelicano em piedade). Esta lenda, talvez, surgiu porque o Pelicano costumava sofrer de uma doença que deixava uma marca vermelha na zona do peito. Outra versão, explica que o pelicano costumava matar os filhotes e, depois, ressucitá-los com seu sangue, o que seria análogo ao sacrifício de Jesus;

Pardal - Reconhecido internacionalmente como um sinal de boa ou má sorte. Na literatura e no folclore, um sinal de benevolência de Deus, um presságio de morte e um caçador de almas perdidas. Considerado como má sorte em muitas culturas europeias. Entretanto, superstições na Indonésia dizem que o pardal traz boa sorte. De acordo com os antigos egípcios, os Pardais levavam a alma de pessoas que tinham falecido recentemente. Muitos marinheiros tatuavam a imagem de um Pardal com a esperança de que o Pardal, com a sua alma, a levava para o céu se eles morressem enquanto estivessem no mar.

publicado por SalvarAves às 16:30

rsrsrsrsrs pôe um xat nisto, salvadora de aves.
Rarity a 17 de Maio de 2013 às 19:12

Amanhã já trato disso, não te preocupes. Bom fim de semana!
SalvarAves a 17 de Maio de 2013 às 21:29

Bem-vindo a este blog!
Vídeos divertidos
Constelação do Cisne (Cygnus) Constelação de Orion- O caçador Constelação do Cão Maior (Canis Major): Constelação de Sírius